17 de abril de 2008

Prof. Agnidnaz

Começo a acreditar na tese do meu irmão. Portugal-Grécia, final do Euro, sim, eu estava lá. Portugal-França, meia-final do Mundial, sim, estava lá.
Este ano devo ter visto todos os jogos - os maus, os péssimos e os assim-assim - que o Sporting perdeu.
Ontem tinha um jantar ao qual não podia escapar. Portanto, não vi o jogo (obrigado, Daniel, pelo resumo!).
Isto dá para um homem começar a achar que tem mais importância que a que merece. A minha presença, ausência ou simples visionamento de jogos chega para alterar os destinos de equipas inteiras. Em suma, transformei-me numa espécie de Prof. Zandinga ao contrário.



2 comentários:

Ciranda disse...

Arreda, homem! Não vejas mais jogos, que o sacrifício vale a pena!

Liguei a televisão a vinte minutos do fim do jogo: acho que fui eu que lhes dei sorte!

bloom disse...

pois, é o que o meu irmão me diz....